Ator Dan Stulbach

Compartilhe famosos, filmes, trailers e séries

Dan Filip Stulbach, conhecido no mundo artístico apenas como Dan Stulbach, é um artista nascido na cidade de São Paulo no dia 26 de setembro de 1969.

Podemos dizer, sem receio, que Dan Stulbach é um artista completo, já que ele não se limita apenas a seus trabalhos como ator, apesar de ser essa profissão a que o lançou ao mundo artístico. Isso porque, mediante a sua trajetória, podemos facilmente lhe creditar também os papéis de diretor, apresentador, radialista e um trabalho em especial como dublador.

A arte sempre esteve presente na vida desse profissional, mesmo quando Dan sequer imaginava ou tinha a devida certeza de qual seria sua profissão.

Para a nossa sorte, sua escolha foi pelo mundo da atuação e trabalhos de comunicação, contribuindo de maneira importante tanto nas telinhas como também no teatro, onde acumula personagens, uma participação como diretor e a apresentação do Fim de Expediente, programa semanal na rádio paulista CBN, que vai ao ar das 18 às 19 h.

Dan Stulbach: Família

Seu nome logo “denuncia” que as origens familiares não estão ligadas à linhagem portuguesa mais comum do nosso país. Corre nas veias de Dan Stulbach o sangue polonês de seus pais, diretamente ligados à colônia de imigrantes judeus que vieram ao Brasil no pós-Segunda Guerra Mundial e, aqui, fincaram raízes. Dan é o primeiro de dois filhos e sua irmã, Tamara Stulbach, seguiu a área da medicina, tornando-se nutricionista.

A relação com sua família sempre foi próxima, desde as muitas histórias que Dan relata ter ouvido de seu avô materno sobre a Polônia, bem como um dos motivos para as escolhas dos cursos de Administração, Engenharia e Medicina ao prestar o vestibular.

Situação essa que, após um ano frustrado de Engenharia, acabou se transformando com sua opção de cursar e se formar em Comunicação Social na Escola Superior de Propaganda e Marketing (ESPM) em São Paulo.

Como enriquecimento cultural e até mesmo de experiências de vida, Dan chegou a morar por quase um ano nos Estados Unidos entre duas cidades diferentes: San Diego, no estado da Califórnia, e em Nova York. Lá, trabalhou como pipoqueiro e na venda de bilhetes de cinema, profissão essa que o permitiu acumular horas de peças de teatro as quais ele jamais esquece.

O profissional é casado com Simone Ferreira Souza com quem tem dois filhos, Anita e Davi.

Dan Stulbach: Novelas

A participação na aclamada obra O Rei do Gado, veiculada na Rede Globo, como o copiloto do avião pertencente a Bruno Mezenga, interpretado por Antonio Fagundes, foi o pontapé inicial da trajetória de Dan Stulbach no mundo das novelas.

Apesar de um momento especial, certamente o papel que até hoje ficou marcado no inconsciente dos contemporâneos e que demonstrou seu poder de atuação é o do violento e possessivo Marcos em Mulheres Apaixonadas, no ano de 2003. Usando uma raquete, o personagem de Dan agredia e subjugava em diversas oportunidades sua esposa, Raquel, vivida pela atriz Helena Ranaldi.

Tamanho foi o impacto de sua atuação que o assunto de agressão à mulher ganhou proporções sociais incríveis e entrou em voga nas mais diversas mesas de debate, com direito a uma visita à Brasília feita por Dan Stulbach e Helena Ranaldi para uma conversa com o então presidente da República, Luiz Inácio Lula da Silva, acerca da melhoria da legislação de proteção a mulher.

Já bem estabelecido no mundo televisivo, no ano seguinte, em 2004, Dan partiu para um papel na linha oposta de Marcos, que foi Edgard, em Senhora do Destino. Parte do núcleo “do bem” da novela, o chef de cozinha, aparentemente mais distante do protagonismo, acaba se tornando um dos centros das atenções ao se envolver com Lindalva/Isabel, personagem de Carolina Dieckmann.

Por fim, o último grande papel de Dan Stulbach nas telenovelas foi em A Força do Querer, em 2017, onde viveu o frustrado advogado Eugênio. Porém, sua importância na trama vai muito além de sua condição profissional, já que sua filha, Ivana, passa por um processo de aceitação de sua condição sexual com direito a uma cirurgia de mudança de sexo.

Outras novelas feitas por Dan Stulbach:

  • O Amor Está no Ar (1997) – Como Horácio;
  • Esperança (2002) – Como André;
  • Fina Estampa (2011) – Como Paulo;

Dan Stulbach: Filmes

No cinema, Dan teve a sua primeira participação já nos anos 2000, porém, antes de ser largamente reconhecido, como passou a ser após Mulheres Apaixonadas. Seu papel foi interpretar o jornalista Diogo, que tem como principal objetivo na trama fazer um filme. Ao lado do irmão, o cineasta Vini (interpretado pelo ator Gabriel Braga Nunes), eles simplesmente fazem tudo o que for preciso (mesmo que ilegal) para conseguirem o financiamento da sua ideia.

O fato curioso nesses projetos é a vivência de um papel próximo à sua realidade nas “telonas” logo na segunda experiência, na obra Cronicamente Inviável.

Isso porque interpretou Adam, um garçom que tem origem polonesa na família, diferenciando-se de suas origens somente pelo nascimento no sul do país, onde trabalha como garçom em um restaurante e convive com diversos problemas que o pressionam e afetam a sua condição mental.

Além da dublagem em português do lobo Baguera em Mogli – O Menino Lobo, outro papel que chamou a atenção na trajetória de cinema de Dan Stulbach veio em uma linha humorística usando a sua semelhança física com um nome de alcance cinematográfico mundial. Em Os Saltimbancos Trapalhões: Rumo a Hollywood, Dan interpreta ninguém mais ninguém menos que Tom Hanks.

Confira outros importantes trabalhos no cinema de Dan Stulbach:

  • Viva Voz (2003) – Como Duda;
  • Mais Uma Vez Amor (2005) – Como Rodrigo;
  • Living The Dream (2006) – Como Val;
  • Tempos de Paz (2009) – Como Clausewitz;
  • A Suprema Felicidade (2010) – Como Marcos;
  • Meu Amigo Hindu (2015) – Como Marcos;
  • O Vendedor de Sonhos (2016) – Como Júlio César.

Dan Stulbach: Outros trabalhos na TV

O ator paulistano participou de diversos trabalhos em minisséries, principalmente na Rede Globo de Televisão, construindo uma imagem de versatilidade e intensidade nos seus papéis que lhe proporcionaram inúmeras oportunidades de trabalho.

Além de obras da dramaturgia, Dan Stulbach teve experiências também como apresentador, no ano de 2014, tanto no Encontro, programa idealizado e normalmente apresentado por Fátima Bernardes, bem como na atração da Rede Bandeirantes Custe o Que Custar (CQC) onde substituiu, já em 2015, na atração de humor ácido e característico o jornalista Marcelo Tas.

dan stulbach

Depois disso, uma das outras paixões de Dan Stulbach também foi atingida “em cheio”: o futebol. Entre os anos de 2015 e 2017, Dan apresentou o programa de entrevistas com personagens do mundo esportivo Bola da Vez, veiculado na emissora de canais fechados ESPN.

Veja outros trabalhos na TV com participação de Dan Stulbach:

  • Os Maias (2001) – Como Craft;
  • Casseta & Planeta, Urgente! (2003) – Como Tom Hanks;
  • Por Toda Minha Vida (2006) – Como Luis Carlos Miele;
  • JK (2006) – Como Zinque;
  • Amazônia, de Galvez a Chico Mendes (2007) – Como Leandro;
  • Queridos Amigos (2008) – Como Léo;
  • Norma (2009) – Como Fernando;
  • Afinal, O Que Querem as Mulheres? – Como Jonas;

Leave a Reply