Claudia Jimenez

Compartilhe famosos, filmes, trailers e séries

Claudia Maria Patitucci Jimenez, mais conhecida no mundo artístico como Claudia Jimenez, é uma das atrizes mais conceituadas da dramaturgia brasileira.

Nascida na cidade do Rio de Janeiro no dia 18 de novembro de 1958, Claudia Jimenez sempre teve uma veia artística notável desde os primeiros ensaios e peças protagonizadas na capital carioca, tendo exercido também em sua trajetória as funções de dubladora, humorista e roteirista. Seu papel de maior destaque nacional foi a memorável incorporação de Edileuza, a empregada no seriado de humor Sai de Baixo.

A atriz Claudia Jimenez tem uma vida marcada não só pelo seu talento nos palcos e nas telas, mas também a luta constante em sua história contra doenças de relativa gravidade. Em pelo menos duas oportunidades, acabaram forçando-a, inclusive, a dar uma pausa em sua carreira profissional para se tratar.

Claudia Jimenez: Carreira

Mesmo com formação voltada ao ensino infantil com as especializações existentes na época de maternal de jardim de infância, as artes cênicas sempre foram a grande paixão de Claudia já nos primeiros anos de vida.

Não à toa, o Tijuca Tênis Clube, famoso local de exibições esportivas e culturais da zona norte do Rio de Janeiro, viu diversas apresentações de Claudia Jimenez antes de ela ser observada e convidada a trabalhar na Rede Globo por um “gigante” do mundo televisivo: Mauricio Sherman.

Em sua primeira aparição na telinha, mais precisamente no ano de 1979, coube-lhe o papel de Aline, na série Malu Mulher, enredo esse que caminhava em uma linha bem mais tensa e dramática do que seriam os trabalhos subsequentes e que trariam a verdadeira identidade leve, divertida e talentosa de Claudia Jimenez.

Depois disso, a década de 1980 foi de grande aprendizado e amadurecimento da capacidade de Claudia Jimenez como atriz e humorista, tendo importantes participações em programas como Os Trapalhões, Chico City, Viva o Gordo e Escolinha do Professor Raimundo. Com isso, solidificou-se no quadro artístico da emissora e tomou muitos conselhos com um de seus principais “gurus” na carreira, o lendário Chico Anysio.

Após várias aparições e temporadas diferentes nos programas humorísticos, veio o auge em 1996, com seus dois anos de exibição inicial como Edileuza Espírito Santo, a empregada do Sai de Baixo, onde ganhou a maior porção dos fãs de seu trabalho e a visibilidade nacional, que eternizou uma personagem de tamanho prestígio.

Nos anos 2000, Claudia Jimenez seguiu aparecendo em programas de humor, além de enriquecer bastante seu currículo com participação em algumas novelas.

Claudia Jimenez: Novelas

Mesmo tendo como pontos altos em sua carreira as participações em programas de humor bem como atuando em Sai de Baixo, Claudia Jimenez tem uma lista interessante de atuações em novelas, sejam elas com tom mais humorístico, como também em histórias usando o formato da dramaturgia mais clássica.

Confira as principais obras televisivas com participação da atriz carioca:

  • Malu Mulher (1979) – Como Aline;
  • Os Trapalhões (1980 a 1983, 1989 a 1992) – Diversos personagens;
  • Viva o Gordo (1981) – Diversos Personagens;
  • Ti Ti Ti (1985) – Como Lazinha;
  • Escolinha do Professor Raimundo (1990 a 1993) – Como Cacilda;
  • Sai de Baixo (1996) – Como Edileuza;
  • Torre de Babel (1998) – Como Bina;
  • Zorra Total (1999 a 2001) – Diversos Personagens;
  • As Filhas da Mãe (2003) – Como Dagmar;
  • Sitcom.br (2004) – Como Kiki;
  • América (2005) – Como Consuelo;Sete Pecados (2007) – Como Custódia;
  • Negócio da China (2008) – Como Violante Gonçalves;
  • Aquele Beijo (2011) – Como Mãe Iara;
  • Além do Horizonte (2013) – Como Zélia;
  • Haja Coração (2016) – Como Lucrécia.

Claudia Jimenez: Filmes

Além da tela da TV, a atriz também tem uma considerável experiência no mundo do cinema. Seja aparecendo com seu talento de atuação como também utilizando apenas a sua voz para dublar personagens bastante conhecidos do público infantil.

Veja os filmes feitos por Claudia desde o início de sua trajetória:

  • Gabriela, Cravo e Canela (1983) – Como D. Olga;
  • Urubus e Papagaios (1985) – Como Eni;
  • Ópera do Malandro – Como Fiorella;
  • A Dança dos Bonecos (1986) – Como Almerinda;
  • Os Trapalhões no Auto da Compadecida (1987) – Como Margarida;
  • O Corpo (1991) – Como Bia;
  • Como Ser Solteiro (1998) – Delegada;
  • A Era do Gelo 2 (2006) e A Era do Gelo 3 (2009) – Como voz em português do esquilo Ellie.

Claudia Jimenez: Vida amorosa

Matrimonialmente falando, a atriz foi casada apenas com a personal trainer Stella Torreão, pessoa que segue próxima a Claudia com um forte vínculo de amizade mesmo após o término do casamento, que durou de 1998 a 2008. Tanto é verdade que, nas intervenções cirúrgicas que a artista passou, normalmente Stella esteve ao lado de Claudia nos processos de recuperação.

Depois de terminado o relacionamento com a personal, Claudia Jimenez declarou publicamente que tinha o interesse, a partir dali, de se relacionar unicamente com homens. E assim o fez quando teve como namorado o ator, cantor e empresário Rodrigo Phavanello, depois com o empresário do ramo varejista Ricardo Nunes e com Rodrigo Bonadio.

Além desses relacionamentos, Claudia também teve o que se pode chamar de “affair” com o ator norte-americano conhecido pela postura de galã, Todd Rotondi. Em nenhuma das relações a atriz teve filhos.

Claudia Jimenez: Doença

Tão grande quanto seu talento artístico precisou ser a força de vontade de Claudia Jimenez para superar todos os problemas clínicos a que foi submetida.

Ainda no ano de 1986, momento onde estava em franco crescimento profissional, a atriz passou por uma série de sessões de radioterapia para se curar de um câncer na região torácica.

Conhecido no mundo médico como câncer de mediastino (espaço existente entre os dois pulmões onde está situado, dentre outros órgãos do corpo, o coração), a enfermidade foi superada pela atriz, mas acabou deixando “sequelas”. Apesar da sua recuperação na época, os médicos responsáveis pelo seu tratamento já alertaram que o seu problema de saúda havia, de certa forma, enfraquecido os tecidos do coração de Claudia Jimenez.

Foi exatamente essa região do corpo da atriz que acabou sendo foco de outras duas intervenções cirúrgicas pontuais para a correção de problemas que a fizeram se afastar dos palcos e das telas por um tempo considerável.

No ano de 2012, a atriz carioca precisou ser internada no Hospital Pró-Cardiáco para realizar um procedimento de substituição da válvula aórtica, ficando nas instalações de 22 de julho até o dia 2 de agosto daquele ano. Um ano depois, em 2013, novamente Claudia Jimenez passou por problemas no coração e precisou colocar um marca-passo.

Quando a sua situação parecia até certo ponto “controlada”, o ano de 2018 reservou uma nova surpresa desagradável. Logo no primeiro dia de gravações da novela Deus Salve o Rei, Claudia passou mal e precisou ser atendida rapidamente nos estúdios Globo. A própria atriz informou a emissora que não teria condições de honrar o papel na novela e as suas cenas foram cortadas da trama, sendo chamada a atriz Cristina Mutarelli para ser sua substituta.

Claudia Jimenez 2018

A grande aposta para fazer o público da Rede Globo rir bastante em 2018 era que A Morada da Alegria estivesse exatamente dentro dos padrões humorísticos do Sai de Baixo. A parceria de sucesso com um dos roteiristas dos anos 1990, Miguel Falabella, seria inclusive reeditada. No entanto, tudo indica que a estreia do seriado em questão não ocorrerá ainda esse ano, sendo a participação mais recente da atriz nas telinhas suas atuações na minissérie Infratores dentro da atração dominical noturna da Globo, o Fantástico.

Leave a Reply